quinta-feira, 23 de julho de 2015

JSD Algarve – Após um ano de mandato

Artigo de Opinião de João Carlos Santos, Conselheiro Regional da JSD Algarve e Coordenador do Gabinete de Apoio à Economia do Mar – JSD Loulé e JSD Quarteira
João Carlos Santos
João Carlos Santos
Um ano de mandato numa estrutura partidária – de juventude – pode ditar muito acerca da sua postura, dinâmica e impacto do trabalho realizado. A Comissão Política Regional liderada pelo jovem Portimonense, Carlos Martins, consegue implementar um ritmo firme e conciso na actividade política, a que propôs dotar a estrutura regional. Em pouco mais de um ano, demarcou-se pela positiva e elevou a um novo nível a acção dos jovens sociais-democratas Algarvios.
Para entender a magnitude desse trabalho existem, na minha opinião, três momentos fulcrais que vislumbram a postura e dinâmica anteriormente apontadas, são os seguintes: XXIII Congresso Nacional da JSD em Braga; «O Dia do Mar» da JSD Algarve, e por fim, o 1º Formar Algarve, Academia Política da JSD Algarve.
– O XXIII Congresso Nacional da JSD em Braga. Os jovens sociais-democratas algarvios, em edições anteriores, destaco o XXII Congresso Nacional em Fátima, perceberam que face aos volumosos números da militância das Concelhias acima do Tejo, a única maneira de conseguirem afirmar a voz do Algarve, era por via do trabalho: apresentação de moções. Seguindo esse pensamento, a actual CPR consegue levar uma das maiores comitivas de sempre a congresso, cerca de 20 jovens, acompanhados por cinco moções dos mais variados temas da sociedade, entre eles: pescas, agricultura, saúde, voto electrónico e ensino.
A JSD Algarve consegue eleger Carlos Martins, 1º vogal da Comissão Política Nacional, juntamente com um secretário-geral adjunto, dois conselheiros nacionais, um suplente efectivo e um suplente nacional. A súmula deste congresso, seria a seguinte: “Nunca tão poucos fizeram mais que muitos”.
– «O Dia do Mar». A Economia do Mar, icónica bandeira da JSD Algarve, exaltada desde 2011 pela estrutura regional, teve início no mandato do actual Deputado Bruno Inácio, tendo um honroso seguimento no mandato de Eduardo Almeida, alcança por fim, um nível profundo no mandato de Carlos Martins. «O Dia do Mar», organizado em cooperação entre a JSD Algarve e o Gabinete de Apoio à Economia do Mar da JSD Loulé e JSD Quarteira, do qual sou coordenador, e com a presença da Margarida Balseiro Lopes, por parte da JSD Nacional, levou a cabo a visita a vários intervenientes que compõem, o Cluster do Mar Algarvio, sempre numa tónica holística, para tentar perceber o fenómeno na sua magnitude. Tal como em 2011, numa época em que as questões do Mar se encontravam pouco mediáticas, esta CPR, concretiza e bem este dia dedicado às questões do Mar, não deixando cair a bandeira.
– O 1.º Formar Algarve – Academia Política da JSD Algarve. Se o trabalho em congresso é fundamental à vitalidade da estrutura, a defesa das suas bandeiras, torna-se preponderante para o sentimento de dever do militante, e isto só se consegue por via da formação política dos seus jovens quadros. A política enquanto forma de entendimento em sociedade, têm que possuir jovens formados neste meio que a sociedade disponibiliza por via dos seus órgãos governativos, para que no futuro e de forma idónea sejam cidadãos activos e interventivos. Carlos Martins, reconheceu essa importância e concretizou da melhor maneira.
Por fim, dou os parabéns à Comissão Política Regional e ao Carlos Martins, pelo trabalho realizado neste primeiro mandato, e acredito que o facto das comemorações do 41.º Aniversário da JSD Nacional, terem lugar no Algarve, em Portimão é sinónimo do impacto que a JSD Regional do Algarve está a ter a nível da estrutura Nacional. Em conclusão, e não menosprezando os companheiros militantes de outras concelhias, destaco a acção dos militantes da Concelhia da JSD Loulé: o vice-presidente Miguel Encarnação, pela dinâmica e disponibilidade, secretário-geral adjunto, Ricardo Proença, pela sua competência, o Presidente da Mesa da Assembleia, Jason Mula, por imprimir um carácter sério e solene necessário ao cargo e por fim, mas não menos importante a secretária-geral, Irina Martins, em transição para o partido, a qual deixará uma marca indelével na estrutura Regional e Nacional.

in, http://planetalgarve.com/2015/07/23/jsd-algarve-apos-um-ano-de-mandato/ 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo seu contributo.